Publicado em

A emoção, a insegurança e todo amor relatado por uma jovem mamãe

“Sempre sonhei em ser mãe! No começo do ano passado decidimos que seria o momento certo…
Descobri que estava grávida no dia 30 de agosto. Três dias antes do meu aniversário. Que presente!
A primeira ecografia com certeza foi a mais emocionante;. Escutar aquele coraçãozinho bater tão acelerado não tem explicação. É lindo demais!!
A eco pra saber o sexo também foi muito especial. Estava a caminho a nossa Laurinha, com previsão de chegada para o final do mês de abril.
Tive uma gestação muito tranquila. Segui normalmente minha rotina, levando uma vida totalmente normal!
Ela chegou um pouco antes do previsto. Estava com 38 semanas de gestação. Acho que ela sentia que estávamos todos muito ansiosos e em uma expectativa enorme para saber como tudo seria. A Laura chegou para completar a nossa felicidade.
E assim está sendo desde o dia dia 20 de abril. Nossa vida mudou completamente. A cada dia uma nova descoberta, é tudo maravilhoso!
A primeira vez que vi o rostinho dela me apaixonei. E junto a todas as emoções e de todo amor vem um turbilhão de sentimentos. A insegurança: será que vou dar conta ?
Nos primeiros dias amamentar dói, dói muito…a mamãe tem que ser forte pra não desistir. Por outro lado não tem prazer maior que amamentar um filho. E neste momento somos só eu e ela. E é muito bom!
Os primeiros banhos foram complicados. Ela chorava muito. A atenção fica cem por cento voltada a ela. As necessidades dela e assim que mudou a nossa rotina. E apesar de tudo, com mais compromisso e um amor incondicional e inexplicável, tudo mudou… para melhor!!!
Enfim aqui em casa nasceu um bebê, a Laura, nasceu uma mãe…e nasceu um pai também. O papai me ajuda em tudo, e torna ainda mais perfeita nossa conexão como família agora.
Passar o primeiro dia das mães com a Laurinha nos braços vai ser muito especial. É um amor completo, sem medidas, sem explicação!!! Hoje sei o que que minhas amigas que já são mães sempre me falavam: ‘se prepara pra conhecer o maior amor do mundo’. Porque é isso mesmo.
Sou mãe. Esse é o maior presente. O mais perfeito. O verdadeiro amor”.
Este relato é da mamãe de primeira viagem, Jocilaine Aline Muller, 33 anos, auxiliar de serviços gerais em Sinimbu. Josi, como é conhecida, é Casada com Jarbas Weis, 29, motorista em Rio Pardinho. Eles são pais da Laura Weis, nascida em 20 de abril.

Publicado em

Você sabe por que o Natal tem data fixa no calendário e a Páscoa não tem?

Que a celebração de Natal é anualmente comemorada em 25 de dezembro, todos já sabem. Porém a Páscoa, todos os anos é comemorada em uma data diferente. Essa mudança anual gera curiosidade e muitos não entendem ou não conhecem o porquê dessa alteração de data. Pensando nisso, nós do Jornal Tribuna Popular, fomos atrás da resposta que você confere abaixo. Pode até parecer pegadinha, mas não é: neste ano a Páscoa vai ser comemorada em 1º de abril, também conhecido com o Dia da Mentira. Coincidências à parte, a verdade é que a data possui um significado maior do que apenas ovos de chocolate e do Coelho.

Diferente do Natal e de outras festas religiosas, a comemoração da Páscoa muda a cada ano, ocorrendo sempre entre 22 de março e 25 de abril. Essa alteração ocontece, pois há uma relação com o Pessach (que significa passagem em hebraico) – celebração da libertação do povo de Israel da escravidão no Egito. “Sabemos, a partir do Novo Testamento, que a morte e a ressurreição de Jesus aconteceu durante o tempo da festa da Pessach judaica. De acordo com os Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas, a última ceia que Jesus partilhou com os discípulos foi uma ceia de Pessach, enquanto o texto do Evangelho de João diz que Jesus morreu na data da Pessach. Naqueles dias, os judeus celebravam a Pessach no 14º dia do primeiro mês, de acordo com os mandamentos bíblicos .Cada mês do calendário judeu inicia-se numa lua nova, sendo que o 14º dia seria de lua cheia. O primeiro mês, chamado de Nisan, era o mês que começava na lua nova da primavera”, explicou o Pastor Mauri Magedanz.

HISTÓRIA
Uma resposta breve é que no século IV foi decidido que a Páscoa cairia após a primeira lua cheia vinda depois do equinócio vernal, ou da primavera no Hemisfério Norte (equinócio é o dia no ano em que a duração do dia e da noite são equivalentes. Isto acontece duas vezes ao ano, uma na primavera e outra no outono).
Em outras palavras, a Pessach era celebrada na primeira lua cheia após o equinócio de primavera e, por isso, esta era uma festa móvel no calendário. “Fontes mais antigas nos contam que isto logo levou os cristãos em diversas partes do mundo a celebrarem a Páscoa em dias diferentes”, salientou Mauri.

DATA ALTERNADA
Segundo a tradição cristã, a festa marca o dia da ressurreição de Cristo, em um domingo. Para a tradição judaica, marca a fuga dos judeus do Egito, liderados por Moisés. Mas porque elas não são celebradas no mesmo dia? As celebrações são comemoradas em datas diferentes, pois havia uma dificuldade em calcular a data da festa com antecedência, já que a astronomia romana não era tão desenvolvida e a festa estava relacionada ao ciclo lunar. Dessa forma, o problema foi resolvido ao se fixar datas eclesiásticas, diferentes das datas astronômicas.

Sendo assim, fixou-se a Páscoa no primeiro domingo após a primeira lua cheia eclesiástica. Com tanta mudança, a Páscoa é hoje celebrada em datas diferentes por judeus, católicos e cristãos ortodoxos. “Independente de data fixa ou móvel, o que importa é que neste tempo de Páscoa, proclamamos ao mundo inteiro a vitória da vida sobre a morte, a vitória de Deus contra o mal, a vitória do amor sobre o ódio. Páscoa é ressurreição, vida nova, vida com Cristo. E que todos nós vivamos a Páscoa de Cristo!”, finalizou Mauri.

CURIOSIDADES sobre a páscoa cristã

– É a partir da Páscoa que todas as outras datas do calendário são estabelecidas. Os cristãos passaram a festejá-la no primeiro domingo depois da primeira lua cheia do outono (no hemisfério sul). Dois dias antes do domingo de Páscoa é a Sexta-Feira Santa. Quarenta dias antes é a Quarta-Feira de Cinzas e, portanto, 43 dias antes, o Carnaval.
– Na tradição cristã, Jesus foi crucificado e sepultado numa sexta-feira, mas ressuscitou na madrugada do domingo. O sábado entre os dias é conhecido como Sábado de Aleluia, no qual se comemora a permanência de Jesus Cristo no túmulo. O domingo anterior ao dia da Páscoa é o domingo de Ramos, quando se celebra a entrada de Jesus em Jerusalém.
– O Domingo de Ramos marca o início da Semana Santa. A data recebeu este nome em referência ao trecho bíblico que narra a visita de Jesus Cristo a Jerusalém poucos dias antes de sua crucificação. Ao saber que Cristo estava próximo da cidade, a população cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para recebê-lo. Ele entrou no lugar no dia seguinte, montado em um jumento, e foi recebido com o abanar de folhagens e os clamores de “Rei dos Judeus”, “Hosana ao Filho de Davi” e “Salve o Messias”. A manifestação causou muita inveja nos poderosos da região, que começaram a se organizar para condenar Jesus à morte.
– O Domingo de Ramos marca o início da Semana Santa. A data recebeu este nome em referência ao trecho bíblico que narra a visita de Jesus Cristo a Jerusalém poucos dias antes de sua crucificação. Ao saber que Cristo estava próximo da cidade, a população cortou ramos de árvores, ramagens e folhas de palmeiras para recebê-lo. Ele entrou no lugar no dia seguinte, montado em um jumento, e foi recebido com o abanar de folhagens e os clamores de “Rei dos Judeus”, “Hosana ao Filho de Davi” e “Salve o Messias”. A manifestação causou muita inveja nos poderosos da região, que começaram a se organizar para condenar Jesus à morte.
– . O costume de se trocar ovos na Páscoa começou nos primórdios da tradição da data. Mas a substituição dos ovos de verdade pelos de chocolate veio só no século 19, primeiramente na Alemanha. O ovo é um símbolo de nascimento, de renovação da vida – o mote da celebração da Páscoa.

Publicado em

CTG Tropeiro Velho promove 10º Rodeio neste fim de semana em Sinimbu

Tradicionalistas de Sinimbu e de toda região participam neste fim de semana do 10º Rodeio Crioulo do CTG – Centro de Tradições Gaúchas – Tropeiro Velho, de Alto Sinimbu. A programação inicia hoje, dia 16, sexta-feira, e se estende até o dia 18, domingo.
Conforme o patrão do CTG, Iraldo Backes, as expectativas são as melhores possíveis. “Esperamos superar o número de equipes e participantes do Rodeio do ano passado, também que o clima colabore e que todos participem e apreciem a programação que está sendo preparada”, salienta. O patrão enfatiza que tudo está sendo preparado para que este seja o maior rodeio da história do CTG de Sinimbu.
O Rodeio, que conta com o apoio da Prefeitura de Sinimbu, contará com provas campeiras; show de gineteadas com Tropilha Enredo, de Caçapava do Sul; Tertúlia Livre; Primeira Tropeada de Versos – festival de músicas e poesias inéditas; encontro de trovadores; fandango com o grupo Herança Farrapa, no sábado; shows com Eri Borges, Adelar Rosa e Galo Preto; cancha de areia e pista iluminda; além de boa copa e cozinha. Mais informações sobre a programação podem ser obtidas com o patrão da entidade, através do 99995 1076.
As inscrições variam entre R$ 30 e R$ 450, conforme a modalidade disponível. A premiação será entregue às 17h, no domingo.
Na modalidade Laço Dupla a premiação será 20 % do arrecadado, parando em 5 duplas ou menos. Na Taça Empresa, troféus e um potro para em três duplas ou menos. No Laço à Moda Antiga o prêmio será 20% do arrecadado. Na categoria Laço Equipes, Força A (13 a 15 laços), o primeiro lugar receberá R$ 1.500 e o segundo R$ 1 mil, Força B (8 a 12 laços) a primeiraposição levará o prêmio de R$ 800 e a segunda R$ 600, e na categoria Força C (1 a 7 laços) o primeiro lugar levará um prêmio de R$ 600 e o segundo de R$ 500.
Na modalidade Duplas do Rodeio, somente as primeiras colocações serão premiadas. Na categoria Força A (4 laços) o prêmio será de R$1 mil, na Força B (2 e 3 laços) a premiação será de R$ 800 e Força C (0 e 1 laços) o primeiro colocado receberá R$ 400. O prêmio da Taça Tropeiro Velho será de R$ 1.200 (para em 2 duplas ou menos). O Laço em Trio será premiado em 20% do arrecadado (para em três trios ou menos).

PROGRAMAÇÃO
Sexta-feira 16/02
14h: Recepção aos visitantes
15h: Esquenta Braço Individual – R$30 – Prêmio: 20% do arrecadado, parando na 5ª volta
17h: Esquenta Braço em Dupla – R$60 – Prêmio: 1 ovelha, parando em 5 duplas ou menos
Noite: Festividades Musicais no Galpão
Sábado 17/02
8h: Taça Empresa
9h: Abertura das Inscrições de Laço Equipe, Duplas do Rodeio
e Taça Empresa
10h: 1ª e 2ª volta das Equipes inscritas até às 10h de sábado
– Laço à Moda Antiga (Não Chumbado) – Individual
11h30: Prova de Rédeas e Prova de Chasque
12h: Almoço
13h: Modalidades: Laço Patrão, Capataz, Veterano, Vaqueano, Senhor, Rapaz, Guri, Piá, Prenda, Prendinha, (3 laços sábado + 2 laços domingo) e Laço Pai & Filho (família) (6 laços sábado + 4 no domingo)
Prêmio: Troféus para 1º e 2º lugar
13h30: Continuação da 1ª e 2ª volta das equipes
15h: Duplas do Rodeio – Taça Empresa
17h: 3ª Volta das Equipes
18h: Abertura Oficial do Rodeio
– Gineteada
– Continuação da Taça Empresa
20h: Tertúlia Livre no Galpão
– 1ª Tropeada de Versos – Músicas Inéditas sobre tropeirismo
– Encontro de Trovadores
22h: Baile Gaúcho com Herança Farrapa
Domingo 18/02
De hora em hora Gineteadas com a Tropilha Enredo de Caçapava do Sul
7h30: Recuperação de armadas (1 laçador por equipe)
8h: 4ª volta das Equipes
9h30: Taça Tropeiro Velho
10h30: Continuação das Duplas do Rodeio
– Prova do Couro
12h: Almoço
13h: Continuação das Modalidades (4ª e 5ª volta, final)
14h: Final Taça Tropeiro Velho
– Final Equipes
– Final das Duplas do Rodeio
17h: Entrega da Premiação

Publicado em

Cerca de 1,4 mil voltam às aulas na segunda


Depois de realizar diversas atividades para professores, funcionários, estagiários/monitores e gestores das escolas, chegou a hora dos alunos iniciaram o ano letivo de 2018. As aulas começam na segunda-feira, dia 19, tanto na Rede Municipal quanto Estadual de Ensino de Sinimbu. Cerca de 1,4 mil alunos voltam às escolas.
Conforme a secretária de Educação, Mariane Panke, cada escola está preparando a sua programação de recepção aos alunos. Nesta semana, na quarta-feira, dia 14, as equipes diretivas, assessores pedagógicos, professores, funcionários de escola e monitores/estagiários das escolas de Ensino Fundamental participaram de um dia de formação, no período da manhã na Câmara de Vereadores, e a tarde no auditório da Escola Municipal de Ensino Fundamental Nossa Senhora da Glória. Já na quinta-feira, dia 15, as atividades de formação aconteceram em cada escola. “Reunimos todos esses membros do educandário, porque acredita-se que a escola é sobretudo lugar de gente, e todos que nela trabalham precisam estar em sintonia”, comenta a coordenadora pedagógica, Anita Brandenburg.
No primeiro dia da formação o grupo participou da palestra da professora Rita Vargas e Mara, da empresa Greta, que trabalharam sobre o tema Pensando a Educação da Escola. À tarde, participaram de um workshop Autoestima para volta às aulas, um emocionante encontro com profissionais brilhantes, com o professor Antônio Lopes, da Cia de Teatro Tio Tony. Também foi apresentado o espetáculo Dom Quixote o cavaleiro solitário, transmitindo a mensagem de que se deve acreditar no sonho e na fantasia para encontrar a beleza de nossos ideais.
Na ocasião, a secretária de Educação, se pronunciou falando do papel de todos na vida escolar. “Juntos desenvolvemos cidadãos cooperativos e uma sociedade melhor, podemos transformar a realidade através da educação e assim, alcançaremos o sucesso neste ano letivo”, ressaltou Mariane Panke.
HERVEIRAS
No município de Herveiras, 284 alunos da Rede Municipal de Ensino retornam às salas de aula na quinta-feira, dia 22. A Rede Estadual retorna na mesma data, com seus 275 estudantes.
GRAMADO XAVIER
Em Gramado Xavier, 460 alunos da Rede Municipal de Ensino retornam às escolas no dia 26. Os 330 alunos da Rede Estadual retornam na mesma data.
RIO PARDINHO
Na Escola Municipal de Ensino Fundamental Christiano J. Smidt, os 300 alunos retornam na segunda-feira, dia 19.

Publicado em

Câmara realiza sessões extraordinárias para apreciação de 11 projetos de lei

Maioria dos projetos trata sobre reajuste aos servidores do Executivo e do Legislativo.
A Câmara de Vereadores de Sinimbu realizou na terça-feira, dia 16, a primeira sessão extraordinária deste ano. A convocação foi feita para a apreciação de oito projetos de lei encaminhados pelo Executivo Municipal. Como vários destes projetos tratam sobre a revisão anual de salários dos servidores, ativos e inativos, o Legislativo acabou apresentando também outros três projetos de lei que versam sobre o mesmo tema na esfera da Câmara de Vereadores e para os cargos eletivos.

O projeto 01/L/2018 concede reajuste de 2,93% aos servidores da Câmara de Vereadores bem como aumento real de 0,07%, retroativo a 1º de janeiro. No mesmo sentido, o projeto 06/E/2018 prevê o mesmo reajuste, porém, para os servidores do Executivo Municipal. Neste caso, o projeto ainda prevê um aumento real de 3,86% aos professores da rede municipal, passando o piso do magistério, para jornada de 20 horas semanais, para R$ 1.228,00. Já os projetos 02 e 03/L/2018 concedem reajuste de 2,93% nos subsídios dos vereadores, Prefeito, Vice-prefeito e secretários municipais, índice correspondente à inflação do ano passado.

Ainda no tocante aos servidores públicos, o projeto 05/E/2018 estabelece o aumento de 6% no valor do vale-alimentação, que passará para R$ 265,00 neste mês; o projeto 07/E/2018 reajuste o valor percebido pelos membros do Sistema de Controle Interno, sendo que o coordenador passará a receber R$ 461,00 por reunião, limitado a R$ 1.383,00 ao mês, e os demais membros R$ 291,50 por reunião, limitado a R$ 874,50 ao mês, enquanto o projeto 08/E/2017 altera a Lei nº 1.659, referente a LDO de 2018, prevendo os reajustes tanto nos salários dos servidores como CCs – Cargos em Comissão – e FGs – funções gratificadas -, o aumento nos salários dos membros do Conselho Tutelar e no valor do vale-alimentação.
Afora estes projetos, o 01/E/2018 ratifica o protocolo de intenções para a criação do Consórcio Famurs, abrangendo os 497 municípios gaúchos, de natureza multifinalitária, destinado a estabelecer relações de cooperação federativa para realização de objetivos de natureza complementar, com finalidades e objetivos de forma conjunta e articulada com os consórcios regionais já existentes; o projeto 02/E/2018 autoriza a contratação emergencial de um cirurgião-dentista por até seis meses, tendo em vista que um profissional do quadro efetivo pediu exoneração; o projeto 03/E/2018 autoriza a prorrogação de contrato de agente comunitário de saúde até o mês de maio deste ano em face de licença-gestante de outra funcionária da mesma área, e o projeto 04/E/2018 prevê a renovação de incentivo industrial para a empresa Visales Indústria e Comércio de Confecções Ltda., mediante o pagamento de aluguel mensal no valor de R$ 1.600,00. A empresa atualmente emprega 48 funcionários e projeta um incremento de 10% até o final deste ano.

Todos os projetos seguem em pauta. Diante disto, os vereadores decidiram pela realização de nova sessão extraordinária na segunda-feira, dia 22, com início às 19 horas, quando há a possibilidade destes projetos serem votados em plenário

Publicado em

Vila do Noel é aberta hoje em Santa Cruz

 

A abertura oficial da Christkindfest de Santa Cruz do Sul acontece nesta sexta-feira, 1º de dezembro, na Vila do Noel, dentro do Parque da Oktoberfest, a partir das 20 horas. A solenidade vai contar com a presença de autoridades, convidados, comunidade e imprensa, bem como celebração de um culto ecumênico e show de fogos. Em seguida, o público poderá assistir a nova adaptação do espetáculo Fritz e Frida em um Conto de Natal. “Esperamos Santa Cruz do Sul e região para participar da abertura e também prestigiar toda a programação”, destaca o vice-presidente de Eventos da Assemp- Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz, Marcio Martins.
Neste ano, a Vila do Noel, localizada junto à Vila Típica do Parque da Oktoberfest, conta com 10 espaços temáticos para visitação, com atrações para crianças e adultos.
Destaque para a Casa do Papai Noel, a árvore de Natal e um palco cultural para diversas apresentações. Diariamente, das 18h30 às 22 horas, o público vai interagir com diversos personagens infantis, que vão garantir a alegria e a diversão de todos. No local também haverá a casa dos soldadinhos de chumbo, Presépio Vivo e vários espetáculos Natalinos, como Fritz e Frida em um Conto de Natal, As Férias do Noel e Cadê a Roupa e o Sapatinho do Bom Velhinho?. “Será um grande evento. Esperamos receber milhares de pessoas, assim como nos anos anteriores”, ressalta o coordenador do evento, Leandro Vernier.

Publicado em

Ex-aluno retorna à escola para fazer demonstração de capoeira

Na última sexta-feira, 20 de outubro, esteve presente na Eeem – Escola Estadual de Ensino Médio – Frederico Kops, Jonas Lopes, formando do 3º ano em 2013, para dar uma demonstração de capoeira para os alunos da turma do 2º ano A, na qual sua irmã, Sabrina, é aluna. Na oportunidade, Jonas acabou demonstrando sua técnica para os demais alunos do turno da manhã, onde explicou os passos básicos como a ginga, negativa, rasteira, e citou e demonstrou a prática de alguns golpes, como por exemplo: aú, martelo, meia-lua, queixada, tesoura.
Também demonstrou acrobacias que levaram a plateia ao delírio, como exemplo o papagaio, armada de duas pernas, aú invertido, morcego. Após esta parte de demonstração, Jonas explicou como funciona o berimbau, que este instrumento possui vários toques conhecidos como Angola, São Bento Grande de Bimba, São Bento Grande de Angola, Cavalaria, Banguela, Amazonas, Regional de Bimba e após tocou e cantou algumas músicas.
Além disso, Jonas explicou que a capoeira surgiu no Brasil no século XVII por africanos escravizados da etnia bantos e que ficou proibida oficialmente até 1937, mas que nunca deixou de ser praticada. “Manuel dos Reis Machado, mais conhecido como Mestre Bimba quebrou o gingado, incorporou golpes de outras lutas e tirou (literalmente) os capoeiristas do chão. A capoeira regional, criação de Bimba, é bem diferente da capoeira angola, que é mais tradicional, mais rasteira”, explique Jonas.
Na capoeira, a vestimenta é sempre da cor branca com cordas coloridas, amarradas na cintura, indicam o nível do praticante. No século XX, a capoeira ganhou o status de esporte, com direito a confederação. Hoje, a capoeira é praticada por mais de seis milhões de brasileiros e existem até mesmo torneios em que lutadores enfrentam esportistas de outras artes marciais. A capoeira se tornou a quinta manifestação cultural brasileira reconhecida pela Unesco como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.
Jonas integra um grupo de capoeira de Santa Cruz do Sul e pratica aulas uma vez por mês e no restante dos dias pratica a capoeira em casa. “A capoeira necessita de muita prática e determinação. Quando se quer, se consegue, precisa ter objetivo, foco, como em todos os outros esportes”, ressalta ele.
A demonstração de Jonas foi a culminância de um trabalho realizado pelo grupo da Sabrina nas aulas de História, ministradas pela professora Viviane Henn. O tema do trabalho era referente às influências africanas na cultura brasileira.

Publicado em

Benefícios que o sol tem a oferecer

Quando tomamos sol nos horários de maior incidência de luz sem utilizar o filtro solar, nossa pele fica mais sujeita aos danos causados pela radiação. Isso acelera o surgimento de manchas, linhas de expressão e até mesmo os melanomas.

Isso tudo é verdade, porém o sol não deve ser encarado como um vilão irrecuperável. Apesar dos malefícios do excesso de exposição, a luz solar em doses moderadas pode trazer algumas vantagens para a nossa saúde.

É claro que não queremos que você se jogue no sol do meio-dia sem usar filtro solar – e pior ainda: usando um “bronzeador caseiro” que pode causar queimaduras terríveis! Nosso objetivo com esta lista é mostrar que dar uma voltinha no parque pela manhã ou no fim da tarde pode ser muito bom para o corpo e para a mente.

Atenção: se você tem alguma lesão na pele ou fez uma cirurgia recentemente, sempre consulte seu médico antes de se expor ao sol. A luz solar pode causar manchas irreversíveis nesses casos.

1. Melhora do humor e alívio da depressão: A luz do sol aumenta nossos níveis cerebrais de serotonina, um neurotransmissor responsável pela regulação do humor. Dessa forma, tomar sol ajuda as pessoas a se sentirem mais felizes, tranquilas e focadas.

2. Reforço para a saúde dos ossos: A vitamina D é essencial para a saúde dos nossos ossos. Como é difícil obter a quantidade ideal desse micronutriente somente pela alimentação, é necessário tomar sol para que a pele possa produzi-lo. Para produzir a vitamina D, basta tomar sol pela metade do tempo necessário para sua pele começar a ficar vermelha.

3.Redução da pressão arterial: Este é um benefício muito interessante para quem sofre de hipertensão. Segundo um estudo realizado na Inglaterra, a exposição ao sol promove uma vasodilatação que contribui para a redução da pressão arterial e dos riscos de doenças cardiovasculares.

4. Alívio dos problemas de pele: A luz solar é um importante aliado no tratamento de doenças de pele como a psoríase e outros problemas como acne, eczema, infecções causadas por fungos e icterícia (inclusive em recém-nascidos, segundo este estudo).

5. Prevenção de alguns tipos de câncer: O sol é conhecido por ser um fator de risco para o surgimento do câncer de pele, por isso devemos evitar a exposição desprotegida usando filtro solar. Porém, quando o tempo de exposição é mantido dentro de uma faixa saudável, a luz solar é capaz de prevenir alguns tipos de câncer.

Publicado em

Conheça a nova Rainha de Sinimbu

A ficha dela ainda está caindo. Lizene Giuvana Faller Vitalis, de 18 anos, foi coroada Rainha do município de Sinimbu na noite do último sábado, dia 9, um momento que para ela foi indescritível. Essa semana entrevistamos a jovem, a fim de conhecer mais a loira, de 1,72 metros, que conquistou os jurados durante a Escolha das Soberanas.

Lizene nasceu no dia 21 de setembro de 1998, no Hospital Beneficente Sinimbu. É filha de Tatiana Faller e Delmar Vitalis, e irmã de Antoni Zachiel Faller Vitalis de 10 anos. A nova Rainha tem olhos verdes, manequim 38 e pesa 65 quilos.

Colorada e do signo de virgem, ela conta que seu dia a dia é bem corrido, pois tem que conciliar trabalho e estudos. “Durante o período da manhã trabalho como monitora/estagiária na Escola Municipal de Ensino Fundamental Nossa Senhora da Glória, durante a tarde estudo na Escola Estadual de Ensino Médio Frederico Kops, e a noite aproveito para ficar em casa com minha família”, comenta.

A soberana revela que no dia da escolha estava nervosa. “Acredito que não somente eu como todas as outras meninas. Aquele era o momento no qual deveríamos dar o nosso melhor, nada poderia atrapalhar, nem mesmo o nervosismo”, explica.

Lizene disse que no instante em que a rainha Kiandra lhe entregou a coroa, foi um dos momentos mais importantes de sua vida. “Foi sem dúvidas uma sensação de gratidão, onde pude ver que todo o meu esforço e dedicação valeram a pena. Aquele abraço que recebi da nossa eterna Rainha Kiandra Thomé me marcou muito, me senti honrada e segura”, completa.

Durante a preparação para o tão esperado concurso, ela recebeu ajuda de muitas pessoas. “A equipe organizadora do Evento proporcionou a nós candidatas momentos incríveis de preparação e de autoconhecimento. Dentre as dicas estavam: dicção e oratória, passarela, maquiagem, dança, postura, etiqueta e conhecimentos gerais sobre a história do município”, conta.

No grande dia, Lizene disse que a participação de sua torcida foi fundamental para que tudo saísse como saiu. “Minha torcida foi fantástica, poder ver meus amigos e a minha família torcendo e vibrando por mim foi a melhor sensação que eu poderia sentir quando estava na passarela. Posso dizer que minhas forças saíram dali, me sinto grata de saber que tive o apoio de pessoas importantes. Agradeço a cada um por sorrir e chorar naquela noite comigo”, revela.

Além da Escolha de Soberanas de Sinimbu, Lizene participou de outros dois concursos. O primeiro título foi de Rainha do Carnaval infantil de Sinimbu quando tinha quatro anos de idade. O segundo foi para Soberana da Escola Frederico Kops, no qual não foi coroada. Por enquanto, ela não pensa em participar de outro concursos. “No momento, meu principal objetivo é representar o meu município”, enfatiza.

Lizene afirma que participar da Escolha de Soberanas de Sinimbu era um desejo que carregava consigo desde criança. “Desde pequena carregava comigo esse sonho. O que me levou a participar esse ano foi o incentivo que recebi de amigos, familiares e de outras pessoas que me apoiaram desde o início e acreditaram no meu potencial”, finaliza.

Perfil

Nome: Lizene Giuvana Faller Vitalis

Escolaridade: Cursando o Ensino Médio

Perfume: Florata

Roupa: Casual

Adora: Estar com a familia

Detesta: Falsidade e arrogância

Comida preferida: Churrasco

Personalidade: Temperamental

Lugar bonito: Lago Esmeraldino – Cerro do Baú

Filme: O curioso cado de Beijamin Button

Livro: Garotas de Vidro

Esporte: Caminhadas ao ar livre

Mania: Mexer nos cabelos

Sonho de consumo: Formar-se em Estética

Motivo de orgulho: Meu avô Seno Vitalis

Motivo de felicidade: Minha família

Palavra-chave: Persistência

Definição do título Rainha de Sinimbu: Orgulho e gratidão

Publicado em

Coral de Rio Pardinho completa cem anos

A comunidade de Rio Pardinho comemorou na última sexta-feira, dia 1º de setembro, cem anos de atividades do Coral Centenário. Alusivo a essa data especial, foi realizado na sexta-feira, um encontro de corais. Nove grupos da região realizaram sua apresentação na Igreja Evangélica, incluindo o Coral Municipal de Sinimbu e o grupo de Trombones.

O grupo é formado por 21 moradores da localidade, entre homens e mulheres. com idade entre 20 e 83 anos, sendo os ensaios semanais na antiga Escola Centenário de Rio Pardinho.

Entre as diversas apresentações do Coral, podemos citar a inauguração da Igreja da Ponte Rio Pardinho e da Igreja de Sinimbu, bem como o Centenário do distrito de Rio Pardinho. Durante todo esse tempo, participou de encontros de corais, quermesses de escolas e igrejas, e cultos festivos, sendo que também canta em enterros como alento aos familiares. Entre os componentes e seus familiares, o Coral organizou ainda, um Grupo Teatral e um time de futebol.

Conforme a regente, Anelise Molz, o evento foi muito positivo. “Mais de 400 pessoas prestigiaram o encontro. Todos com quem conversei elogiaram a organização, e por isso, quero agradecer a todos que ajudaram de alguma forma para que esse evento fosse um sucesso”, comenta.

História

O Coral Centenário foi fundado em setembro de 1917, pelo professor Carlos Gressler. Não há registro do dia. O grupo apresentava-se em festas escolares, casamentos, festas familiares e enterros. Em 1930, a regência passou para o Pastor Freisslich, da Paróquia Evangélica de Rio Pardinho.

Em 1932, Arno Gressler assumiu a regência. A partir de 1940 houve muita dificuldade para o Coral, em função da chamada época da “Nacionalização”, uma vez que não havia canções a quatro vozes em português e a língua alemã era proibida. Mas o Coral resistiu às intempéries desses tempos, sendo que a esposa do Pastor Loefflad auxiliava o professor Arno Gressler nos ensaios.

No ano de 1946, a regência passou novamente para o professor Carlos Gressler (in memorian), que passou a regência para seu filho Arno Gressler. Assim a esposa do Pastor Schiek, Gisela assumiu a regência. O Pastor Abílio Kaiser também regeu o coral por algum tempo.

O professor Kurt Walter Gressler, exerceu o magistério por mais de 50 anos em Rio Pardinho e foi regente por quase todo esse tempo, passando a regência para professora Anelise W. Molz, em meados de 1983, que continua frente ao grupo até hoje.